SITE EM ATUALIZAÇÃO... Maria Áurea de Assunção Magalhães
Terça, 14 Agosto 2018

Maria Áurea de Assunção Magalhães

Procuradora, escritora e diretora da Casa do Ceará

Maria Áurea de Assunção Magalhães nasceu em Fortaleza, em 15 de agosto de 1947, filha de Vandick Vasconcelos Magalhães, funcionário do Banco do Brasil, falecido em 1980, e de Maria Áurea Vasconcelos Magalhães, do lar, falecida por ocasião do seu nascimento. Vandick era de Viçosa do Ceará e Maria, de Santana do Acaraú. Para não fugir à regra dos viçosenses, os avós paternos tinham ascendência dos Fonteneles, que dominam Viçosa. O bisavô era filho de João Damasceno Fontenele. A bisavó era Cândida Fontenele.

 

Foi criada por seus avós paternos, João Porfírio Magalhães e Francisca Vasconcelos Magalhães, ambos, assim como seu pai, eram naturais de Viçosa do Ceará, na Serra da Ibiapaba.“Vovô era coletor federal de rendas, trabalhando em Viçosa, Parangaba e Fortaleza. Era muito culto, atualizado, gostava de ler, fundou o jornal Folha de Viçosa, tinha um boa biblioteca. Depois que se aposentou passou a trabalhar como representante da Saraiva, em Fortaleza.”

 

João Porfírio e Francisca tiveram 14 filhos: Mozart; Francisco Irapuan, promotor de Justiça; e Dário, fazendeiro e empresário, em Burgo de Santa Rita do Caranã-PA; George, bancário; Ramiro, comerciante e livreiro; Maria de Nazareth; Vandick, bancário; Luzanira Cândido; Gerardo, médico; Sinval; José, defensor público; Alba Anúsia; Simone, todos de Viçosa.

 

Nasceu em casa, no bairro da Aerolândia.

 

Vandick e Maria Áurea tiveram quatros filhos: Vanaldo e Vanildo, gêmeos, e Vanine Vasconcelos Magalhães. Vanaldo é autônomo, trabalhou na construção civil, casou-se com Maria Fátima Santana Magalhães, hoje mora em Brasília, tem uma escola primária, na QNM 18, quadra F, na Ceilândia, sem filhos. Vanildo tinha uma serraria em Fortaleza, casou-se com Mirtes Vidal Magalhães, teve uma filha, Mirlena Vidal Magalhães, com dois filhos, Getson e Luan. Ele faleceu. Vanine é engenheiro civil, formado pela UnB e administrador de empresas pela UDF. Foi servidor dos Correios, tendo chefiado o Departamento de Engenharia. Casou-se com Silvia de Oliveira Magalhães, têm três filhos: Eduardo, casado com Juliana Albuquerque Magalhães, e administrador de empresa, com uma filha Luana; Gustavo, economista e artista plástico, falecido; e Sara, arquiteta formada pela UnB e cantora da noite.

 

Maria Áurea, tão logo nasceu, foi morar na rua 24 de maio nº 283, na casa dos seus avós paternos, onde ficou 28 anos, bem no centro de Fortaleza, entre as ruas São Paulo e Senador Alencar, pertinho da Praça José de Alencar. Cursou o primário com professoras particulares: dona Diva Cabral que morava em frente à Casa Juvenal Galeno, na rua General Sampaio, e dona Carmélia Coelho que morava na rua 24 de Maio, depois da av. Duque de Caxias. “Me criei andando por aquele centrão de Fortaleza e brinquei muito na Praça da Lagoinha, em frente à Maternidade e Hospital César Cals, hoje Beco da Poeira.”

 

Fez os cursos ginasial e normal no colégio Lourenço Filho, que funcionava na rua Floriano Peixoto, do prof. Filgueiras Lima, que formou gerações de fortalezenses.

 

Concluiu o normal em 1969, no próprio Lourenço Filho, e prestou vestibular em 1970, ingressando na Faculdade de Direto da Universidade Federal do Ceará, onde concluiu o curso de Direito em 1974.

 

Depois disso, em 1976, morou um ano e meio com a tia, Luzanira Magalhães, no Rio de Janeiro, onde se submeteu a um sério tratamento médico ortopédico.

 

Em 1977, veio para Brasília, ficou com o irmão, Vanine Vasconcelos, prestando concurso para assistente jurídico e procurador autárquico do DASP, técnico judiciário do Supremo Tribunal Federal e escrevente juramentado do Tribunal de Justiça do DF.

 

Foi a Fortaleza para ver seu pai e lá permaneceu um ano aguardando chamada dos concursos feitos, o que aconteceu em dezembro de 1978, quando veio definitivamente para Brasília, para assumir o cargo de assistente jurídico junto ao Ministério do Trabalho, cargo esse que foi depois transformado em advogado da União.

 

“Passei então a integrar o quadro da Advocacia Geral da União (AGU), onde prestei serviço durante um ano, fiz pós-graduação em Processso Civil no CEUB, requisitada para a Consultoria Jurídica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, órgão no qual me aposentei como integrante da AGU, em 2008. ”

 

Mora em Brasília há 35 anos, solteira e reside atualmente na SQN 310 Bloco M apto. 301. “Tenho familiares em Fortaleza (tios e primos), e anualmente os visito, assim como minha terra querida. Tenho dois irmãos aqui em Brasília, Vanine Vasconcelos Magalhães, funcionário da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, residente no Lago Sul; e Vanaldo Vasconcelos Magalhães, autônomo, residente em Taguatinga. Agora aposentada, espero poder dar a minha colaboração a essa respeitável instituição que é a Casa do Ceará em Brasília. ” (JBSG)

 

 

 

 

 

Atividades

Visitantes

Total: 15018