SITE EM ATUALIZAÇÃO... Aldanilse Pereira de Lima
Terça, 14 Agosto 2018

Aldanilse Pereira de Lima

Aldanilse Pereira de Lima (Pacatuba) professora e artesã

 Nascida em 3 de junho de 1936, em Pacatuba-CE.

 

A oitava dos dez filhos de João Pereira de Menezes e Luisa Vieira de Menezes: Manoel, Maria Neude, Maria Nilse, Maria Lenice, Maria Alzenira, Francisco Valdir, Aldeniza, Aldanilse, Pedro e Maria José.

 

Aldanilse apenas nasceu em Pacatuba, ainda criança seus pais se mudaram para Aquiraz, terra natal de sua mãe, que era professora na escola municipal onde Aldanilse cursou da alfabetização à segunda série primária, depois estudou dois anos no Ginásio Sagrado Coração de Jesus em Guaramiranga-CE, realizou o exame de admissão ao ginásio no Colégio Santa Rita, em Maranguape-CE (terra natal do historiador Capistrano de Abreu, do humorista Chico Anísio e de tantos outros). Então, foi para Fortaleza-CE, onde cursou o ginásio, concluído no Colégio Estadual Justiniano de Serpa, em dezembro de 1959, mesmo ano e mês de seu casamento.

 

Em 8 de dezembro de 1959, casou-se com o jovem José Rodrigues de Lima, cearense de Aracati, nascido em 8 de dezembro de 1959. Em Brasília, José foi proprietário do restaurante Canoa Quebrada, na 314 Norte, e do Cantão Fortaleza, em Sobradinho. Hoje, é dono de armarinho e papelaria.

 

Casados há mais de 50 anos, comemoraram suas Bodas de Ouro, em grande estilo, e o sucesso de seus filhos, os também cearenses:

 

Régia Maria Pereira de Lima Baião (5/8/1980), mãe e pastora da Igreja Luz dos Povos, casada com o também pastor José Eudes de Macedo Baião, residentes em Fortaleza, pais de Pabla Sheyse de Lima Baião, administradora de empresas, casada e mãe de David; Pabliani Shelly de Lima Baião, jornalista, casada, mãe de Clara Liz e Pietro Sheison de Lima Baião, administrador de empresas, solteiro.

 

Régia e José Eudes fizeram doutorado em Teologia.

 

Rejane Maria Pereira de Lima Rocha (11/11/1961), pedagoga e professora, foi casada com Almino Acácio Rocha, mãe de Brenda Acácia de Lima Rocha, solteira, formada em Fisioterapia; Marla Acácia de Lima Rocha, formada em Fisioterapia; e Vikton Acácio de Lima Rocha, formado em Arquivologia, funcionário da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 

José Regis Pereira de Lima (19/9/1964), graduado em Administração de Empresas, empresário em Fortaleza, casado com Maria Lucinda Cruvinel de Lima e pais de: Daniel Baruc Cruvinel de Lima, graduado em Jornalismo e Administração de Empresas; David Baruc Cruvinel de Lima, médico veterinário trabalhando em Teresina; Débora Baruc Cruvinel de Lima, graduada em Fisioterapia; e Izabella Barros de Lima.

 

Rejenane Maria Pereira de Lima Rocha (10/7/1966), psicóloga e enfermeira, casada com Antonio José da Rocha, graduado em Recursos Humanos e servidor do Ministério dos Transportes, pais de: Rejeanne Yasnandra Lima Rocha, universitária de Direito; Yago Rean de Lima Rocha, estudante do 2º. Grau; e Yann Rean de Lima Rocha.

 

Révia Maria Pereira de Lima (20/3/1970), fisioterapeuta e assistente social, solteira.

 

Juntos Dona Alda e Seu Zequinha viram nascer seus treze netos e dois bisnetos.

 

Em 1966, Aldanilse concluiu o 2º grau no Ginásio Farias Brito, já concursada pela Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza. Ela trabalhou como professora na Escola Municipal General Cordeiro Neto, no bairro Varjota, em Fortaleza, até junho de 1974.

 

Em 1º de julho de 1974, chegou a Brasília para morar com sua família, visando a um futuro melhor. Em 1979, a pedido da presidente da Casa do Ceará, Sra. Maria Calmon, e com a ajuda do vereador Maurílio Ascencio e do Sr. prefeito de Fortaleza, Evandro Aires, conseguiu sua transferência para trabalhar na Casa do Ceará, dando aula de artesanato de origem cearense, ainda pela Secretaria Municipal de Educação do Ceará.

 

Sua integração com a Casa do Ceará foi instantânea, presente junto com sua família, Aldanilse sempre colaborou em eventos culturais, nas “Noites Cearenses sob o Luar de Brasília”, nas Festas Juninas, com seus bolos típicos do Ceará, junto de seu esposo, este com pratos típicos de pescado, em assistência aos idosos da pousada da Casa e em tantas outras ocasiões. E ainda hoje é uma das sócias contribuintes, empreende seu negócio como dona da loja de artesanato da Casa do Ceará e continua dando aquelas aulas de artesanato, mantendo o legado cultural cearense vivo na capital nacional.

 

Aldanilse, com sua simplicidade e educação, trata carinhosamente a todos, desde o presidente da Casa ao jardineiro da mesma forma, sempre companheira. (APL)

 

 

 

Atividades

Visitantes

Total: 15018