SITE EM ATUALIZAÇÃO... Vicente de Castro Saraiva Câmara
Sábado, 18 Agosto 2018

Vicente de Castro Saraiva Câmara

Representou a SUDENE em Brasília.

Vicente de Castro Saraiva Câmara nasceu em 13 de novembro de 1937 em Quixeramobim – CE. É o décimo primeiro-filho – de um total de 14 -de Miguel Fenelon Câmara, tabelião público nomeado aos 23 anos e que parou de trabalhar aos 74 e viveu 90 anos, e Tereza Heloísa Saraiva Leão, do lar, que faleceu aos 80 anos.Ambos de Quixeramobim.

Seus irmãos: José Aurelio Saraiva Camara,coronel do Exército, engenheiro civil, prof.da Escola Preparatória de Cadetes, membro do Instituto Histórico e Geográfico do Ceará e escritor, casado com Fernanda Maria de Castro Câmara, dois filhos, falecido; José Homero Saraiva Câmara, tabelião público de Quixeramobim,casado com Laura Olsen Vilar Câmara, três filhos; falecido; Maria Alzira Saraiva Câmara, freira , irmã missionária; 92 anos, Heloisa Helena Câmara, professora,falecida; dom Miguel Fenelon Câmara Filho, arcebispo emérito de Teresina, Antonio de Pádua Saraiva Câmara, funcionário público do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, falecido; Francisco Fernando Saraiva Câmara, diretor tesoureiro do Instituto Histórico , e Geográfico do Ceará, casado com Tereza Cristina Saraiva Leão Câmara, cinco filhos, José Valdo Saraiva Câmara, médico psiquiatra, residente no Recife, casado com Lilian Câmara, cinco filhos; Maria Holindina Saraiva Câmara, falecida; Manuel Fenelon Saraiva Câmara, coronel do Exército, foi comandante da Escola de Cadetes ,de Campinas, falecido; Tereza de Jesus Saraiva Câmara Costa, casada com Rubens Soares Costa, um filho,Maria de Lourdes Saraiva Câmara Brito, assistente social, funcionária do DNOCS, residente no Recife, casada com Wilson Brito, uma filha; João Bosco Saraiva Bosco,engenheiro agrônomo do Ministério da Agricultura em Fortaleza, casado com Maria José Monte Câmara, três filhos.

Foi contemporâneo de Fausto Nilo, em Quixeramobim, onde fêz primário i no Grupo Escolar Assis Bezerra, terminando em 1951. Recorda-se de sua primeira professora, Maria do Perpétuo Socorro Pereira. Fêz o1o. e 2º. ano ginasial no Ginásio Salesiano Domingos Savio,em Baturiré. O. 3º. e até a conclusão do colegial no Colégio Estadual do Ceará, em Fortaleza. Teve como colega de turma o jornalista José Rangel Cavalcante. Concluiu o curso em 1958 e no ano seguinte fez vestibular e entrou naEscola de Agronomia, da Universidade Federal do Ceará, formando-se em 1962, turma da prof.Hugo Lopes, integrada por 42 alunos. Quando celebraram os 50 anos da turma, .16 faleceram. Lembra=se de seus professores: Melquiades Sá Pinto, Prisco Bezerra, Hugo Lopes,Dario xxx, Milton Botelho.

 

Em janeiro de 1963, com o diploma na mão foi tentar a vida no Recife, quando ingressou nocurso de economia agrícola para habilitação na Sudene, na administração Celso Furtado, seu criador. Concluído o curso de quatro meses, com provas quinzenais, eliminatórias, fui contratado pela Sudene e indicado para trabalhar no Escritório regional da Sudene, em Teresina, onde deveria iniciar pesquisa sobre aproveitamento de oleaginosas, principalmente babaçu, trabalho que não concluído.

Em 1964, passou a responder pelo Escritório, sendo confirmado no cargo de diretor, onde permaneceu até setembro de 1973.

Em 22 de junho de 1966, quando ainda se encontrava em Teresina - PI, casou-se com Idene Paz Saraiva Câmara, de Campo Maior/PI, na paróquia de São Benedito,filha de Antonio Siqueira, fazendeiro, falecido aos 94 anos, e Emidia Frota Paz (dona Mocinha), 94 anos, que mora em Teresina, tendo duas irmãs, Ceres Maria Paz Pinho e Llia Siqueira Paz, que mora no Rio de Janeiro.Idene foi funcionária do Tribunal de Justiça do Estado do Piaui e se aposentou em Brasília, pela Embrapa.

Desta União, nasceram quatro filhos;

Marcos Paz Saraiva Câmara, o primogênito, é tal qual o pai, engenheiro ,agrônomo. Doutor em Fitopatologia pela Universidade da Pensilvânia – E filha UA, professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco, é casado com Kika e tem um filho, João Vicente.

Marcelo Paz Saraiva Câmara é formado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília – UnB. É diplomata de carreira e, atualmente, conselheiro, está a serviço da missão brasileira junto à Agência Internacional de Energia Atômica em Viena - Áustria. É casado com Regina Wolff, de nacionalidade alemã, e tem uma filha, Carolina.

Maurício Paz Saraiva Câmara é economista formado pela Universidade de Brasília – UnB e graduando em Direito pelo Centro Universitário de Brasília – UniCeub. É servidor da Câmara dos Deputados, casado com Luciana Teles Câmara e tem dois filhos, Gabriel e Mariana.

Teresa Heloísa, cujo nome é homenagem à sua avó materna, mãe de Vicente Câmara, é pedagoga formada pela Universidade de Brasília, com especialização em psicopedagogia. Solteira, trabalha na Escola das Nações em Brasília.

Em setembro de 1973 veio para Brasilia para chefe do escritório onde permaneceu até a exintinção do órgão em 2002. Estava aposentado e continuava no cargo.

Em 1974, Vicente voltou a estudar. Fez vestibular para o CEUB, cursou Administração, graduando-se em 1976.

Cearense de nascimento, Vicente Câmara tem um carinho todo especial pelo Piauí. Tem muitas razões para isso. Foi lá que nasceram três de seus quatro filhos, Marcos, Marcelo e Mauricio,local iniciou a sua carreira profissional, conheceu sua esposa e onde ainda tem muitos amigos. É lá, também, onde se encontra a “República”. Trata-se de uma pequena fazenda próxima ao município de Campo Maior e fonte de um grande orgulho e carinho pessoais que motivam visitas frequentes à casa da D. Mocinha em Teresina, sua sogra e por quem nutre uma admiração especial. É da Fazenda “República”, diga-se, de onde provêm as “matérias-primas” para os usuais (e sempre inesquecíveis!) almoços com os amigos admiradores da culinária nordestina, os quais são “temperados” por causos rememorados pelo anfitrião.

Vicente é um homem de hábitos simples, dedicado à família e à esposa. Estão casados há 46 anos.

No dia-a-dia, dedica-se às caminhadas, a ouvir suas músicas preferidas e à leitura de livros e jornais. Churrasco aos domingos no Country Clube de Brasília é algo que não pode faltar; ver um jogo do seu time sem achar, antes dele começar, que o time vai perder não é incomum.....coisa de botafoguense desde 1948, (JBSG, comVicente e Idene).

Atividades

Visitantes

Total: 15018