Quinta, 24 Maio 2018

Sebastião Stênio Pinho

Administrador do Recanto das Emas , orgulho de ser cearense

Sebastião Stênio Pinho é cearense, nascido no pequeno município de Monsenhor Tabosa, a 306km da capital, no dia 9 de dezembro de 1956.

 

De origem humilde, sua mãe, Absalôa Marques Pinho, trabalhava como costureira para complementar a renda da casa, e seu pai, José Alfredo de Pinho, o famoso Zezé Alfredo, era o barbeiro da cidade e maestro da banda de música A Furiosa que se apresentava em festas religiosas promovidas pela igreja matriz.

 

Stênio, como é mais conhecido, é o décimo filho de uma família de onze. Teve uma infância simples, mas cheia de afeto, em que sua maior diversão e alegria era, após as aulas na escola pública Grupo Escolar Joaquim Américo Bezerra, tomar banho no açude.

 

Aos 12 anos, seus pais transferiram-se para Fortaleza. Na capital do estado, Stênio continua seus estudos, começa a trabalhar para auxiliar na renda doméstica e, aos 18 anos, alista-se como soldado e serve ao Exército no colégio Militar da cidade.

 

Ao dar baixa no serviço militar obrigatório, Stênio, seus pais e mais dois irmãos viajam para Brasília em busca de mais oportunidade profissional e melhor qualidade na educação.

 

Como sempre gosta de enfatizar, saiu do Ceará, mas o Ceará nunca saiu dele. Chega a Brasília no ano 1976, indo morar na cidade-satélite do Gama. Logo começa a trabalhar como bancário no Banco Progresso de Minas Gerais S.A e, à noite, estuda na Escola Industrial de Taguatinga (EIT).

 

Em 1978, falece seu pai, e, em 1980, sua mãe e seus irmãos voltam para Fortaleza. Stênio permanece no Distrito Federal e aqui casa-se em 1981 com Maristela Pinho.

 

A partir de 1989, ingressa na vida política, participando, juntamente com o conterrâneo Osmar Aves de Melo, da campanha pela emancipação político-administrativa de Brasília.

 

Atualmente exerce o cargo de administrador regional do Recanto das Emas, tendo sido administrador da mesma cidade no período de 2008 a 2010.

 

Stênio tem um extenso histórico de serviços prestados ao Distrito Federal. Servidor Público desde 1985, atuou em diversas funções, entre outras a de administrador regional da cidade de São Sebastião-DF, coordenador de Planejamento da Agência de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (AGINDU). Foi chefe do Setor de Pagamento de Pessoal na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) e também do Departamento de Transporte da NOVACAP (DETRA).

 

Foi assessor na Secretaria de Estado de Ação Social (SEAS); assistente da Presidência da Sociedade de Habitações de Interesse Social Ltda. (SHIS), onde trabalhou com o então presidente do órgão Tadeu Filippelli, do qual também foi assessor na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

 

Assessorou a Presidência e foi gerente de Fiscalização da Diretoria Técnica da TERRACAP; chefe de Departamento de Transportes e Manutenção da Diretoria Administrativa da NOVACAP; coordenador de Planejamento da Agência de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (AGINDU) e assessor da Presidência do Procon-DF.

 

Dado o seu envolvimento com as questões sociais, lançou-se candidato a deputado distrital em 2006. Apesar de ser a sua primeira disputa eleitoral, teve votação em todas as cidades do DF, ficando na terceira suplência do seu partido à época.

 

Também muito ligado aos esportes, Stênio é hoje vice-presidente de futebol da Sociedade Esportiva do Gama, cidade que primeiro o acolheu no DF, cujo nome do seu estádio, Bezerrão, rende homenagem a outro ilustre cearense, Antônio Valmir Campelo Bezerra.

 

Em reconhecimento à sua dedicação e compromisso com a população do DF, recebeu diversas condecorações com destaque para as medalhas Mérito Brasília, Mérito Alvorada, Medalha Alferes Joaquim José da Silva Xavier, Medalha Comemorativa ao Bicentenário da PM e foi homenageado, em 2009, com o 3º Prêmio de Saltos realizado pelo Requerimento de Cavalaria Montada da Polícia Militar do Distrito Federal (RPMON).

 

Stênio tem três filhos, Jônatas Diego, Fábbri Manoel e Marco Daniel. É graduado em Processamento de Dados pela Universidade Católica de Brasília (UCB) e, no momento, cursa pós-graduação em Gestão Estratégica nas Organizações Públicas.

 

Assegura que ama Brasília, a cidade que escolheu para viver. Contudo, pelo menos quatro vezes por ano viaja ao Ceará, onde residem seus dez irmãos e a sua mãe, hoje com 96 anos.

 

Afirma que é no Ceará onde estão as suas raízes, é lá, no sorriso largo do povo, na força e bravura da sua gente que se reconhece plenamente. Diz que, graças a Deus, é nordestino e cearense, com muito orgulho. (ML)

 

 

 

Atividades

Visitantes

Total: 15018