SITE EM ATUALIZAÇÃO... Maria Dionne de Araújo Felipe
Domingo, 16 Dezembro 2018

Maria Dionne de Araújo Felipe

Fez vestibular aos 16 anos para Direito e chegou a Procuradora da Fazenda Nacional.

Maria Dionne de Araújo Felipe nasceu em 26 de dezembro de 1961, filha de Raimundo Felipe Sobrinho e Maria Teonila Araújo Felipe, em Iguatu-CE, a 340km de Fortaleza, o pai dentista por formação e educador por convicção; a mãe, professora e estilista.

 

Raimundo é filho de Jeremias Felipe Melo e Ana Maria Melo, ambos de Iguatu, teve 14 irmãos: Antônio, Maria Euclides, José Solon, Francisca, Maria Laura, João, Leodônia, Lindalva, Raimundo é o oitavo, Zilmar, José, Raimunda, Nazareno e Francisco, 11 falecidos.

 

Maria Teonila é filha de Miguel Vitoriano Araújo e Francisca das Chagas Cavalcante, teve apenas um irmão, Airton.

 

Dionne tem seis irmãos: Regis Tadeu, engenheiro, casado com Fomiko Mori, farmacêutica, pais de Mariana, estudante de Arquitetura, e Felipe, estudante de História; Ana Maria, farmacêutica, casada com Heron Ferrer, agrônomo, pais de Luciana, médica, casada com o médico Fred Olavo, e Leilana, farmacêutica; Miguel Jackson, economista, casado com Valéria Nogueira, advogada; Tereza Rozane, farmacêutica, casada com Paulo Henrique, engenheiro, pais de Camila, publicitária, casada com Gustavo Marconi, graduado em Turismo, Carolina, advogada, Aline, designer, casada com Luís Távora, advogado, e Paulo Henrique Filho, estudante de Engenharia de Telecomunicações; Rejane, auditora fiscal do Estado, casada com Marcelino, professor; e Raimundo Felipe Junior, dentista, casado com Ana Paula, pedagoga, pais de José Victor, Raimundo Felipe Neto e Maria Victoria, todos estudantes.

 

Raimundo Felipe foi o fundador do primeiro colégio para homens, de Iguatu, o colégio Adahil Barreto, onde exerceu a direção ao longo dos anos.

 

Raimundo fez 90 anos em 8 de agosto de 2013, em Iguatu-CE, quando reuniu todos os seus filhos num sarau literário, realizado em sua homenagem, com o lançamento de livros de crônicas, escritas pelas mãos de sua esposa, Maria Teonila, com quem está casado há 60 anos, os sete filhos e os treze netos, todos participando. A neta mais nova, Maria Victoria, com cinco anos, também fez questão de escrever uma mensagem ao vovô.

 

Dionne fez o primário nas Escolas Reunidas Gustavo Correia Lima, das quais sua mãe, Maria Teonila, era a diretora. Cursou o ginásio no colégio Adahil Barreto, que teve o seu pai, Raimundo, com um dos fundadores e diretor, e o 2º grau, em Fortaleza, nos colégio Equipe, Farias Brito e Cearense.

 

Fez o vestibular com dezesseis anos e cursou a Faculdade de Direito na Universidade Federal do Ceará, formando-se em fevereiro de 1983. Alguns de seus colegas de turma foram Moema Santiago; Cândido Albuquerque, desembargador do TJ-CE; Maria Sanford, procuradora do Estado; Maria do Livramento, juíza; Maria Vilauba Fausto Lopes, desembargadora do TJ-CE; Alberto Carapeba, empresário; Feliciano de Carvalho, advogado.

 

Disposta a encontrar novos caminhos profissionais, Maria Dionne, com o apoio de seus pais, e com 21 anos recém-completados, decidiu morar em Brasília. Aqui foi acolhida pelo primo Nazareno Alves Sobrinho, que lhe ofereceu a sua residência. Profissionalmente iniciou sua trajetória com o primo Osmar Alves de Melo, que confiou na jovem advogada, e abriu as portas do seu escritório. Posteriormente o mesmo escritório acolheu também o cratense Augusto César de Lima Santos. Trabalharam juntos por dez anos até tomarem posse no dia 1º de junho de 1993, no cargo de procurador da Fazenda Nacional.

 

Em 1989, ingressou na Companhia de Eletricidade de Brasília, por concurso, na função de advogada. No ano de 1993, tomou posse como procuradora da Fazenda Nacional, aprovada que foi no concurso público de provas e títulos, exercendo hoje suas funções na Procuradoria Regional da Fazenda Nacional da 1ª. Região.

 

Dionne é pós-graduada em Integração Econômica e Direito Internacional Fiscal, promovido em convênio com a União Europeia, certificada pela Fundação Getúlio Vargas.

 

Maria Dionne é mãe orgulhosa de Raimundo Felipe Araújo de Alvarenga, nascido em 2 de janeiro de 1989, estudante de Direito do UniCEUB, filho de Wolls Roosevelt de Alvarenga, goiano de Formosa, advogado, falecido em 2009, e José Mateus Felipe de Carvalho, nascido em 26 de janeiro de 1995, estudante de Administração de Empresas na UnB, filho de José Pessoa de Carvalho, cearense do Icó, administrador e empresário.

 

Também é mãe de coração de Frederico Soares Alvarenga, advogado, casado com Beth Oliveira, advogada; e Bárbara Soares Alvarenga, agrônoma, casada com Hoberdan Benedetti, advogado, e avó de João Mateus de Alvarenga. Frederico e Bárbara são filhos de Wolls.

 

Tem participação atuante na Ordem dos Advogados do Brasil – Seção do Distrito Federal, onde exerceu o cargo de secretária-geral da Fundação de Assistência Judiciária, de 2004 a 2006, e membro do Tribunal de Ética e Disciplina, triênio 2006 a 2009.

 

Exerceu diversos cargos no âmbito de sua carreira no serviço público, entre eles de Membro do Conselho Fiscal do Banespa (1998-2001); Membro Suplente do Conselho Fiscal do BESC (2001-2002); Membro do Conselho de Administração da Novacap (2002-2003); Presidente do Conselho de Administração da Cobra Tecnologia; Assistente da Coordenação Geral de Assuntos Jurídicos da PGFN (1996-2003); Substituta nos impedimentos do Coordenador Geral da Representação Judicial da PGFN (2001-2002); Diretora de Eventos da Escola Superior da PGFN (2003); Coordenadora do Núcleo de Acompanhamento Especial da PRFN/1ª. Região (2007-2009).

 

Foi professora colaboradora da Associação de Ensino Unificado do Distrito Federal (1995-1996).

 

Participa ativamente como organizadora dos maiores Congressos de Direito Tributário do País, de Workshops no exterior, o mais recente realizado em março de 2013 na Universidade de Coimbra.

 

É apaixonada por Brasília! Cearense por nascimento, é brasiliense de coração na Cidade que a acolheu e lhe ofereceu a realização pessoal e profissional. Aqui construiu relações sólidas de amizade, realizou o sonho de ser mãe, conquistou o sucesso profissional. “Morar em Brasília é morar na Cidade-Mãe de todos os brasileiros! É descobrir que a alegria pode morar em vários lugares e habitar no seu próprio coração. Morar em Brasília é descobrir que o Lago Paranoá é a sua praia e que o Pontão não deixa nada a desejar em relação à orla de South Beach.” (JBSG)

 

 

 

 

 

Atividades

Visitantes

Total: 15018